17 cidades do Corredor Dom Pedro recebem R$ 62,6 milhões de ISS em 2023

Sem categoria

As 17 cidades que abrangem as cinco rodovias do Corredor Dom Pedro, administrado pela Concessionária Rota das Bandeiras, receberam em 2023, o repasse de R$ 62,6 milhões referente ao Imposto Sobre Serviços (ISS). Desde o início da concessão, em abril/2009, o montante repassado aos municípios já ultrapassa a marca de R$ 564,1 milhões.

O Corredor Dom Pedro garante a ligação entre a Região Metropolitana de Campinas (RMC) e o Vale do Paraíba e reúne malha rodoviária com 297 km de extensão. A malha administrada pela Rota das Bandeiras é composta pelas rodovias D. Pedro I (SP-065), entre Campinas e Jacareí, e José Roberto Magalhães Teixeira (SP-083), entre Campinas e Valinhos, além de trechos das rodovias Prof. Zeferino Vaz (SP-332), entre Campinas e Mogi Guaçu; Eng. Constâncio Cintra (SP-360), entre Itatiba e Jundiaí; e Romildo Prado (SP-063), entre Itatiba e Louveira.

O repasse feito pela Rota das Bandeiras é referente ao imposto sobre a contratação de terceiros para a prestação de serviços nas rodovias, como a realização de obras, e sobre as tarifas de pedágio. O repasse é feito mensalmente aos municípios e consiste em importante receita que pode ser destinada de acordo com a definição de cada prefeitura. Os valores são destinados, por exemplo, para o pagamento da folha de servidores ou o investimento nas mais diversas áreas, como Saúde, Educação e Infraestrutura.

“Além da modernização e ampliação da segurança na malha viária sob sua responsabilidade, a Concessionária também contribui de forma positiva com o desenvolvimento dos municípios porque o repasse do ISS consiste em importante receita para as prefeituras, que se transforma em melhorias para a própria população”, avalia o diretor-presidente da Rota das Bandeiras, Douglas Longhi.

Obras impulsionam repasse
Com a destinação de mais de R$ 300 milhões em investimentos para ampliação e modernização das rodovias do Corredor Dom Pedro, as obras executadas pela Rota das Bandeiras mais uma vez impulsionaram o repasse de ISS aos municípios e Itatiba, pelo terceiro ano consecutivo, foi a cidade que recebeu o maior repasse do imposto, com um total de R$ 8,8 milhões. O valor destinado a Itatiba foi impulsionado pelas obras de implantação da Perimetral, importante ligação entre as rodovias Eng. Constâncio Cintra (SP-360) e Romildo Prado (SP-063) com a D. Pedro I (SP-065), que deverá ser liberada ao tráfego durante o primeiro semestre de 2024.

As obras em andamento no Corredor Dom Pedro também impulsionaram o repasse destinado aos dois municípios que completaram o pódio do ano passado. Campinas, que recebeu obras de recuperação especial do pavimento no anel viário Magalhães Teixeira (SP-083), foi a segunda colocada, também com R$ 8,8 milhões; enquanto R$ 8 milhões foram destinados a Atibaia, onde são executadas obras de implantação da terceira faixa de rolamento na rodovia D. Pedro I.

Além do repasse referente à contratação de obras e serviços no local em que são executados, o valor repassado às cidades referente à cobrança da tarifa do pedágio é calculado com base na extensão da rodovia que passa pelo território do município, conforme estabelece o contrato de concessão do Corredor Dom Pedro. Assim, todos os municípios cortados pela D. Pedro I recebem o repasse da receita gerada pelas três praças de pedágio da rodovia, de forma proporcional à extensão do município ao longo dos 145,5 km da rodovia.

 
Município       
  Repasse em 2023

01
Itatiba
R$ 8.822.518,08

02
Campinas
R$ 8.801.381,06

03
Atibaia
R$ 8.004.253,52

04
Nazaré Paulista
R$ 7.054.066,92

05
Jacareí
R$ 5.376.278,32

06
Igaratá
R$ 5.316.496,71

07
Valinhos
R$ 3.690.653,50

08
Conchal
R$ 3.353.699,00

09
Bom Jesus dos Perdões 
R$ 2.606.443,90

10
Paulínia
R$ 1.889.957,40

11
Jundiaí
R$ 1.876.766,26

12
Cosmópolis
R$ 1.640.993,50

13
Jarinu
R$ 1.492.384,81

14
Artur Nogueira
R$ 1.292.429,71

15
Engenheiro Coelho
R$ 1.079.929,19

16
Louveira 
R$ 329.330,88

17
Mogi Guaçu
R$ 56.790,43

 
Total
R$ 62.684.373,20

 
 
 

                          

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *